sábado, 3 de março de 2012

Introdução aos estudos históricos (revisão para o 6º ano)



Olá, colegas do 6º ano da  Escola Municipal Baltazar Lisboa! Espero que neste ano, possamos aprender coisas novas, trocar idéias, debater assuntos interessantes... Esta postagem é uma espécie de revisão de tudo que já falamos nas aulas, referentes ao nosso primeiro conteúdo - "Introdução aos estudos históricos". 
         Como atividade inaugural de nosso conteúdo, realizamos a atividade “A estranha morte de Martha” e chegamos a algumas reflexões importantes:
- O trabalho do historiador se assemelha ao do detetive, já que ambos constroem versões do que poderia ter ocorrido no passado, através da pesquisa em suas “pistas”.
- Chamamos de fontes históricas as chamadas “pistas” do historiador. Elas podem ser bastante variadas (documentos escritos, pinturas, fotografias, móveis, filmes, roupas, etc.)
- Em História, jamais podemos afirmar que algo aconteceu “100% assim” ou então, que algo é “100% verdadeiro”. Sabemos que a História, à semelhança da memória, é seletiva e, portanto, é construída por versões, que variam de acordo com os interesses da humanidade e necessidades do momento.  


28 comentários:

  1. professora sou sua nova aluna do 6 ano meu nome é larissa ferreira dos santos e quero fazer parte desse site como faço?♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larissa,

      Você pode se tornar seguidora. Para isso, precisa ter uma conta no yahoo, no google ou no orkut.
      Você esqueceu de escrever qual é a sua turma.

      Abração!

      Excluir
  2. Professora todos os dias que eu tive aluca com você eu ento nno site mais vou fazer uma pergunta o que é e so pra ler e aprender/;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal a sua participação, Larissa!
      Fique tranquila... este post "Introdução aos estudos históricos" é apenas um resumo de tudo que falamos nas aulas.

      Abraços e bons estudos!

      Excluir
    2. olá professora aqui é o walmer da turma 1606.ja estou fazendo parte do blog.bjs.obrigado!!:)

      Excluir
  3. rsrss obrigada otimo!pofessora eu tenho uma conta no orkut.

    ResponderExcluir
  4. "Historia é uma ciÊncia que estuda o passado,mas também reflete sobre o presente"(walmer)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Walmer! Seja bem vindo!

      Legal o seu comentário sobre os nossos debates em sala. Parabéns!
      Dê uma passadinha lá no tópico "Escola nova, escola nossa" e poste uma proposta para cuidarmos melhor da nossa escola.

      Bjs!

      Excluir
  5. Adorei o blog professora!
    Já estou estudando akii no blog para o teste

    ResponderExcluir
  6. Rayssa,

    Que bom que gostou do NOSSO blog!

    Bons estudos!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. to estudando mais nao sei se vou me dar bem .professora vc vai dar outra chanse .tipo eu faço uma pela pesquisa que eu adoro e vc me da a nota da prova ou otra prova nao sei .

    ResponderExcluir
  8. professora deixa o teste para abril pra gente estudar melhor .T:1603

    ResponderExcluir
  9. adoroooooooooo sua aula e adoroooooooooooo entra no blog

    ResponderExcluir
  10. professora deixa o teste pra abril porfavor?

    ResponderExcluir
  11. Xau professora epero sua responta tomara que v aceita adiar o teste pra abril ou dar chanse para quei tirar nota baixa

    ResponderExcluir
  12. Calmaaa, Larissa! O teste não foi nenhum "bicho de sete cabeças", não é mesmo??

    Beijos e até amanhã!

    ResponderExcluir
  13. Charles Darwin


    Charles Darwin (1809 - 1882) foi um naturalista inglês, nascido em Shrewsbury e um notável cientista do Séc. XI. É conhecido por ser o autor da teoria da evolução das espécies, através da seleção natural.

    Darwin deixou sua cidade com 16 anos, para estudar Medicina na Universidade de Edinburgh.Porém, o pai de Charles o obrigou a mudar de caminho, e ir para a Universidade de Cambridge, para tornar-se clérigo da Igreja da Inglaterra.

    A vida religiosa não lhe agradou e alguns anos depois ele aceitou um convite para tornar-se membro de uma expedição científica. Darwin passou cinco anos navegando pela costa do Pacífico e pela América do sul, aportando em quase todos os locais, inclusive no Brasil. Logo depois, Darwin foi chamado para tornar-se geólogo, botânico e zoologista.

    Em todos lugares que passou, Darwin reuniu grandes coleções de rochas, plantas e animais (fósseis e vivos), que foram enviados à Inglaterra, onde ele logo regressou. A partir de suas anotações, Charles deu início a sua obra "Origem das Espécias". Logo depois, nasceu à famosa doutrina darwinista da seleção natural, da luta pela sobrevivência ou da sobrevivência do mais apto - pedra fundamental do seu livro, que foi publicada em 1859, sob muitas críticas.

    Charles continuou escrevendo sobre a sobrevivência das espécies, morreu com 50 anos, e foi sepultado na Abadia de Westminster

    Fonte:http://pensador.uol.com.br/autor/charles_darwin/biografia/

    Aluno Joao Pedro De Souza Maciel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Pedro,

      A pesquisa ficou boa. Peço apenas para recortá-la daqui e colá-la no tópico "Charles Darwin" que criei hoje, ok?

      Abração!

      Excluir
  14. Charles Daewin
    Charles Darwin (1809 - 1882) foi um naturalista inglês, nascido em Shrewsbury e um notável cientista do Séc. XI. É conhecido por ser o autor da teoria da evolução das espécies, através da seleção natural.

    Darwin deixou sua cidade com 16 anos, para estudar Medicina na Universidade de Edinburgh.Porém, o pai de Charles o obrigou a mudar de caminho, e ir para a Universidade de Cambridge, para tornar-se clérigo da Igreja da Inglaterra.

    A vida religiosa não lhe agradou e alguns anos depois ele aceitou um convite para tornar-se membro de uma expedição científica. Darwin passou cinco anos navegando pela costa do Pacífico e pela América do sul, aportando em quase todos os locais, inclusive no Brasil. Logo depois, Darwin foi chamado para tornar-se geólogo, botânico e zoologista.

    Em todos lugares que passou, Darwin reuniu grandes coleções de rochas, plantas e animais (fósseis e vivos), que foram enviados à Inglaterra, onde ele logo regressou. A partir de suas anotações, Charles deu início a sua obra "Origem das Espécias". Logo depois, nasceu à famosa doutrina darwinista da seleção natural, da luta pela sobrevivência ou da sobrevivência do mais apto - pedra fundamental do seu livro, que foi publicada em 1859, sob muitas críticas.

    Charles continuou escrevendo sobre a sobrevivência das espécies, morreu com 50 anos, e foi sepultado na Abadia de Westminster

    Fonte:http://pensador.uol.com.br/autor/charles_darwin/biografia/

    Aluno Victor Ribeiro da Costa e Silva

    Responder

    ResponderExcluir
  15. Naturalista britânico
    Charles Robert Darwin
    12/02/1809, Shewsbury, Inglaterra
    19/04/1882, Downe (Kent), Inglaterra
    Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

    Charles Darwin revolucionou a ciência com a teoria da evolução e a idéia de seleção natural
    Charles Robert Darwin nasceu em uma família próspera e culta. Seu pai, Robert, era um médico respeitado e seu avô paterno, Erasmus, poeta, médico e filósofo.

    Em 1825, foi para Edimburgo estudar medicina, mas abandonou a carreira. Mudou-se para Cambridge, disposto a se tornar um sacerdote anglicano, mas ficou amigo do botânico John Stevens Henslow, com quem aprofundou seus conhecimentos em história natural, matéria em que seu talento que se manifestava desde a infância.

    Henslow conseguiu incluir Darwin como naturalista numa expedição ao redor do globo no navio Beagle, que deixou Davenport em 27 de dezembro de 1831 rumo à América do Sul.

    Foram quatro anos e nove meses de pesquisas. Ele juntou fósseis, amostras geológicas, observou milhares de espécies vegetais e animais, erupções vulcânicas e terremotos. Em 1839, após se casar com Emma Wedgwood, foi viver no campo, na terra natal. Sofreu de uma doença não diagnosticada na época, e suspeita-se que tenha sido o mal de Chagas.

    Na viagem do Beagle, Darwin notou que um mesmo animal tinha características próprias de uma região para outra. O mesmo acontecia em espécies separadas pelo tempo, como demonstravam os fósseis. Embora bem definidas na mente de Darwin, as idéias evolucionistas eram apenas assunto para um círculo íntimo de amigos, pois se chocavam com a versão bíblica da criação e com a noção filosófica grega de formas ideais.

    O evolucionismo, porém, já era uma corrente importante na biologia. Animado ao conhecer o trabalho do zoólogo Alfred Russell Wallace que chegava a conclusões semelhantes, Darwin publicou, em 1859 seu livro conhecido hoje como "A Origem das Espécies".

    O nome completo era: "Sobre a Origem das Espécies por Meio da Seleção Natural ou a Conservação das Raças Favorecidas na Luta pela Vida".

    Pela seleção natural, as condições ambientais determinam quanto uma determinada característica ajuda na sobrevivência e na reprodução de um ser vivo.

    Aqueles com características mais eficientes para se adaptar a seu meio-ambiente geram mais filhos e os outros podem morrer antes de se reproduzirem ou serem menos prolíficos. O conceito de que só os fortes sobrevivem, porém, é um erro comum. Por exemplo, conforme as condições, um animal muito robusto pode demandar mais alimento e ter menos chances do que um outro mais ágil.

    Como previa o naturalista, o pensamento conservador reagiu à sua teoria. Embora os cientistas tenham concluído que Darwin estava certo, a polêmica permanece até hoje nos meios filosóficos e religiosos. Há setores destes últimos que proíbem o ensino do evolucionismo darwiniano em escolas, pois adotam a teoria do criacionismo, da criação do ser humano por Deus, como está na Bíblia. Independente de qualquer polêmica, porém, o evolucionismo darwinista foi a base das ciências biológicas contemporâneas.

    Extremamente apegado à família, o caráter modesto e cuidadoso de Darwin atraía a simpatia até dos adversários. Fulminado por um ataque cardíaco, foi enterrado na abadia de Westminster, por solicitação expressa do Parlamento inglês.


    aluno:Victor Ribeiro da Costa e Silva T:1.603

    http://educacao.uol.com.br/biografias/charles-robert-darwin.jhtm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Victor,

      A pesquisa ficou boa. Porém, como a sua primeira postagem foi extraída da mesma fonte do João Pedro (que acabou postando primeiro), ficou repetitivo, não acha? Peço que recorte esta sua segunda postagem (mais longa) e cole-a no tópico "Charles Darwin" que criei hoje, ok?

      Abração!

      Excluir
  16. professora eu fiz a pesquei sobre CARLES DARWIN passa laé dar uma olhanda e ver se eu mereso 1 ponto extra e depois mi diz se me deu um ponto extra ok!

    ResponderExcluir
  17. professora se eu fazer a outras psqusa tb quanho um ponto extra a da lucy e da roma antiga?

    ResponderExcluir
  18. Olá. Sou professora e gostaria que me enviasse o material utilizado nessa atividade.
    leticiaamp@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. Ola meu nome é Gabi queria uma resposta possível para esse ``crime``,caso possa me ajudar...

    ResponderExcluir
  20. Olá Gabriele! Não sei se a sua pergunta foi motivada pela atividade "A Estranha morte de Martha" passada pelo seu professor ou professora... Espero que não, pois se for por este motivo, vou estragar a "surpresa" (rs, rs...).

    Na realidade, esta atividade não possui um final específico. A ideia é compararmos as diferentes versões feitas pelos alunos, para concluir que na história não existe uma verdade absoluta. O que existe, na realidade, são versões da história. Assim como os alunos chegam a diferentes conclusões ao se depararem com as "pistas" da morte de Martha, o historiador pode chegar a diferentes conclusões pesquisando em suas fontes.

    Beijos e bons estudos!

    ResponderExcluir